Loira e o Caminhoneiro

A loira estava saindo da consecionaria com seu novo carro quando deu uma fechada num caminhoneiro e os dois ficaram parados de lado. O caminhoneiro sai furioso do caminhão, puxa um giz do bolso e desenha um circulo no chão.

— Não sai desse circulo. — disse ele.

Então ele entra no caminhão, pega um porrete e quebra todos os vidros do caro da loira. É então que ele percebe um sorrisinho maroto no rosto da loira.

— Tá achando engraçado.

Ele pega a chave do caminhão e arranha a pintura do carro da loira.

— Ri agora, ri!

E a loira continua com seu sorriso.

Furioso o caminhoneiro pega uma estaca e estoura todos os pneus da loira.

— Agora já chega, né!

E a loira estava lá segurando a gargalhada.

— Agora chega. -resmungou o caminhoneiro totalmente nervoso.

Ele pega um galão de gasolina, derrama no carro da loira, acende um fósforo e põe fogo no carro.

— Agora você tira esse sorrisinho!

Ele é então interrompido pelos risos estéricos da loira!

— Caramba, de você tanto acha graça? — pergunta ele.

— É que enquanto você não estava olhando eu saí do círculo quatro vezes.

Próxima
>
<
Anterior
<
Voltar
+ categorias